Indicador Ipea aponta alta da inflação em todas as faixas de renda em fevereiro

Impacto nas contas das famílias de menor renda foi de 0,51%. Aumento nos preços de alimentos contribuiu para 70% desse resultado

 

O Indicador Ipea de Inflação por Faixa de Renda, divulgado nesta quinta-feira,14, pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), apresenta aceleração no ritmo do crescimento dos preços em todas as classes pesquisadas, pelo 3º mês consecutivo. As maiores taxas foram registradas nas duas pontas, as de maior e de menor poder aquisitivo.

Nas famílias de renda mais baixa, a inflação foi de 0,51% em fevereiro, devido principalmente aos alimentos, em especial cereais (12,6%), verduras (12,1%) e tubérculos (6,1%) como a batata. Os alimentos foram responsáveis por 70% da inflação de fevereiro das classes mais pobres. No acumulado de 12 meses, o custo de vida deste segmento da população subiu 4,16%.

Já o segmento de renda mais alta sentiu crescimento de 0,53% nos preços em fevereiro. A variação se deve especialmente ao grupo Educação, em razão de reajustes de 4,6% dos cursos regulares e de 3,2% de outros cursos. O impacto foi amenizado pelo comportamento dos transportes, com queda das passagens aéreas (-16,7%) e dos combustíveis (-0,9%), bens e serviços mais consumidos pelas classes de renda mais alta. Para este segmento, a inflação acumulada nos últimos 12 meses é de 3,67%.

O Indicador Ipea de Inflação por Faixa de Renda é calculado com base nas variações de preços de bens e serviços disponibilizados pelo Sistema Nacional de índice de Preços ao Consumidor (SNIPC) e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Acesse a íntegra do Indicador.

Fonte: IPEA

(65) 3646-0498

Copyright©2013

Todos os direitos reservados